top of page

Google adverte sobre mercado tecnológico no Brasil


Um estudo realizado pelo Google e divulgado nesta quarta-feira (31) mostrou que o Brasil terá um déficit de 530 mil profissionais de tecnologia da informação (TI) até 2025. A escassez vêm em meio à crescente demanda e à ausência de perfis com mais experiência, entre outros fatores.


Déficit

O relatório do Google foi produzido em parceria com a Associação Brasileira de Startup (Abstartups) e indicou que, todos os anos, cerca de 53 mil profissionais da TI se formarão entre 2021 e 2025.


Apesar do número parecer alto, a demanda por esses profissionais no mesmo período será de 800 mil, de acordo com a associação das empresas de tecnologia, a Brasscom.


Startups

Já nas startups, a ausência de profissionais pode até colocá-las em risco de falência: o estudo apontou que 92% das startups participantes acreditam que a falta de profissionais de TI gera impacto nos negócios.


Quais os motivos?

O Google consultou startups, executivos e profissionais da área para entender quais os motivos desse déficit no setor. Entre os motivos listados, estão:

  • A falta de diversidade e as barreiras para pessoas negras e mulheres no setor;

  • As limitações para pessoas de regiões distantes do centro do Brasil;

  • Dificuldade em conseguir o primeiro emprego na área de TI faz com que jovens busquem outras áreas;

  • Ensino brasileiro está defasado no que diz respeito ao pensamento lógico;

  • Mercado de TI brasileiro desenvolve poucos profissionais seniores, corroborando com o déficit de pessoas com experiência;

  • O mercado internacional geralmente oferece condições mais atrativas, esvaziando o nacional.


Áreas com maior déficit

De acordo com o estudo do Google, as áreas com maior déficit de talentos são segurança da informação, inteligência artificial, arquitetura de nuvem e organização de T.I. Automação, nesta ordem.


Fonte: Olhar Digital

Comments


bottom of page